top of page

Alvo de mandado de prisão pelo STF, Zé Trovão registra candidatura

O caminhoneiro Zé Trovão ficou conhecido após convocar categoria para manifestações com pautas antidemocráticas


O caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, que ficou conhecido como Zé Trovão após mobilizar a categoria para pautas antidemocráticas e ter sido alvo de mandado de prisão pelo Supremo Tribunal Federal (STF), fez o pedido de registro de candidatura à Justiça Eleitoral.

Zé Trovão se candidatou ao cargo de deputado federal por Santa Catarina. Ele é filiado ao PL, mesmo partido do presidente Jair Bolsonaro, de quem Zé Trovão é defensor.


Conforme dados do DivulgaCandContas, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Zé Trovão não apresentou declaração de bens.

Em setembro do ano passado, Zé Trovão teve a ordem de prisão expedida pelo STF, quando tentava mobilizar caminhoneiros e manifestantes para que participassem dos atos bolsonaristas, que tinham pautas antidemocráticas, como o fechamento do próprio Supremo, e estavam marcados para o feriado da Independência.


Na época, ele fugiu para o México e sua defesa tentou vários habeas corpus, que foram negados pelo STF. O caminhoneiro responde processo por ter instigado, por meio das redes, atos com pautas antidemocráticas no ano passado, cujo inquérito ainda encontra aberto no STF.

Em fevereiro deste ano, Moraes revogou a prisão domiciliar de Zé Trovão, mas impôs restrições, entre elas, o uso de tornozeleira eletrônica e a proibição de usar as redes sociais. “Verifica-se que as circunstâncias fáticas que motivaram a necessidade de decretação das prisões domiciliares já não se mantêm, constando dos autos que os investigados vêm cumprindo regularmente todas as medidas cautelares impostas”, escreveu Moraes na decisão.

Fonte: g1 Goiás..


Kommentare


FORTE NEWS REAL.png

Mais Notícias

bottom of page