top of page

Caseiro é condenado por matar a mulher com tiro na cabeça em fazenda de Goiás

Antônio Marcos Lima Fidelis foi condenado a 13 anos e 9 meses de prisão. Defesa informou que não vai recorrer da decisão.


Rosyene Domingos, de 31 anos, morta a tiro, e o marido, Antônio Marcus Lima Fidelis, principal suspeito do crime e preso em Rio Verde — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

O caseiro Antônio Marcos Lima Fidelis foi condenado a 13 anos e 9 meses por matar sua companheira em Rio Verde, no sudoeste goiano. Rosyene Domingos tinha 31 anos e foi morta com um tiro na cabeça na fazenda onde eles moravam e o homem trabalhava.


Em nota, a defesa de Antônio informou que ele se arrepende do crime e não irá recorrer da sentença, porque a pena foi fixada foi praticamente no mínimo do tipo penal, que é 12 anos. Além disso, não vai solicitar a revogação da prisão do réu, já que ele ficou satisfeito com a pena fixada na sentença por ser muito baixa.

O crime aconteceu em dezembro de 2019 e o julgamento aconteceu na última terça-feira (31). Antônio foi condenado por homicídio duplamente qualificado, por dificultar a defesa da vítima e por ter matado em razão de ser mulher, que caracteriza feminicídio.

Os pais de Rosyene, os filhos e outros familiares assistiram às 10 horas de julgamento. À TV Anhanguera, os parentes contaram que o casal passava por problemas no relacionamento meses antes do crime. À TV Anhanguera, uma prima da vítima desabafou sobre o crime.


“Minha tia mesmo a todo momento fala da Rosyene por ser aquela menina do bem, faz muita falta para a gente”, lamentou Alexandra Campos.

Participaram do julgamento 4 testemunhas de acusação e 5 de defesa e a decisão foi feita por 7 jurados presentes. Antônio se apresentou à polícia no dia 6 de fevereiro de 2020 e está preso desde então em Rio Verde.


SIGA NOSSO INSTAGRAN Fonte: g1 Goiás.

Comments


FORTE NEWS REAL.png

Mais Notícias

bottom of page