top of page

Extremistas devem responder por crime de golpe de Estado após terrorismo em Brasília

Polícia Civil vai indiciar extremistas apoiadores de Bolsonaro por crime novo, de 2021


A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) vai indiciar os extremistas presos neste domingo (8/1) pelo crime de golpe de Estado, recentemente incluído no Código Penal, pelo art. 359-M. A pena vai de 5 a 12 anos.

Cerca de 170 pessoas foram detidas pela Polícia Civil do Distrito Federal. Após o registro das ocorrências, os presos vão passar por exame no IML e, posteriormente, levados ao Complexo da Papuda.


“Eles estão sendo autuados em flagrante por crimes contra a democracia. São cerca de 170 pessoas que estão sendo autuadas em flagrante aqui no Complexo e depois daqui serão, ainda hoje, recambiados lá para o complexo da Papuda”, disse Robson Cândido, delegado-geral da Polícia Civil do Distrito Federal.

Ele afirmou que a corporação vinha investigando os atos previstos para hoje e vai apurar o maior número de pessoas que participaram dos crimes. “Identificamos que as pessoas poderiam vir para Brasília. A Secretaria [de Segurança Pública] estava sendo informada constantemente de tudo que acontece, não só por nós, mas todo os órgãos de inteligência do Brasil.”

Entre os detidos, há cerca de 50 mulheres e um homem com mandado de prisão em aberto por homicídio. Um detido chegou a tentar fugir, mas foi detido segundos depois e não conseguiu percorrer mais de 20 metros dentro do Complexo da Polícia Civil.

Fonte: metropoles.

コメント


FORTE NEWS REAL.png

Mais Notícias

bottom of page