top of page

Gato que mordeu cinco pessoas morre com diagnóstico de raiva em Goiás

O último caso de raiva felina registrado na cidade foi em 2011, ou seja, há mais de 10 anos. Prefeitura iniciou trabalho de controle vacinal


Um gato que morreu em Goiânia, no início de fevereiro, após passar mal e agredir (arranhar e morder) cinco pessoas, incluindo um médico veterinário, foi diagnosticado com raiva. O resultado do exame saiu no último dia 27/2 e a informação foi confirmada pelo Centro de Zoonoses da cidade.


O animal vivia em um bairro de chácaras na região norte da capital. Ele tinha tutor, mas vivia solto, perambulando pelas propriedades em volta.

Acredita-se, a princípio, que ela possa ter contraído a doença a partir de um morcego, mas uma nova análise, em laboratório de São Paulo, confirmará a origem e variante da raiva, se foi humana ou animal.


A última vez que um felino foi diagnosticado com a doença, em Goiânia, foi em 2011, ou seja, há mais de 10 anos. Conforme o relato dos donos, o gato começou a passar mal no dia 5 de fevereiro, apresentando sintomas, como: sinais de agressividade, engasgamento e salivação em excesso.

A família resolveu levá-lo até uma clínica veterinária para averiguar o caso. Antes de chegar ao local, no entanto, o gato já havia mordido quatro pessoas da casa. Ao ser atendido, ele agrediu, ainda, o médico veterinário, que decidiu deixá-lo em observação.


Exame

No dia seguinte, o gato amanheceu morto e foi levado para o Centro de Zoonoses. Uma amostra do material encefálico foi enviada para o Laboratório de Análise e Diagnóstico Veterinário (LabVet), vinculado à Agrodefesa.

O resultado do exame comprovou a suspeita. Resta agora saber como o gato contraiu a doença e o tipo de raiva que ele possuía para fundamentar melhor o trabalho de controle vacinal e monitoramento da região.


Por precaução, todos os cinco feridos pelo animal foram vacinados, antes mesmo do resultado do exame sair. Segundo o Centro de Zoonoses, todos tomaram de três a quatro doses da vacina e passam bem.


Controle

Nesta sexta-feira (4/3), foram iniciadas as medidas de controle vacinal no bairro onde o gato vivia. Animais de todas as casas serão vacinados no decorrer dos próximos dias.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou ao Metrópoles que o trabalho será feito, à princípio, em um raio de 2 Km da propriedade onde o gato morava.


NOS AJUDE, SIGA NOSSOINSTAGRAN

Fonte: metropoles

Comments


FORTE NEWS REAL.png

Mais Notícias

bottom of page