top of page

GO: falsa médica é presa por realizar consultas estéticas sem registro



Uma falsa médica foi presa em flagrante suspeita de realizar procedimentos estéticos sem ter registro profissional, na capital goiana. Segundo a Polícia Civil, Renata Costa Ribeiro não tinha a formação necessária e usava o documento profissional de outra pessoa – uma ginecologista – e fazia atendimentos em uma clínica no Setor Bela Vista.


A suspeita foi presa nessa segunda-feira (30/10), após a médica que teve o registro usado pela falsa profissional denunciar o caso. A equipe policial se dirigiu até o local indicado pela vítima, onde encontraram Renata em atendimento a uma paciente.


Em conversa informal com a polícia, Renata admitiu a situação. De acordo com o delegado que investiga o caso, William Bretz, a mulher chegou a argumentar que tinha conhecimento e sabia o que estava fazendo, apesar de não ter formação na área.


Segundo o investigador, a mulher alega que cursou medicina no Paraguai, sem a conclusão o curso e, atualmente, está estudando biomedicina. Porém, ela não apresentou nenhum comprovação. A paciente que estava no local não quis representar contra a falsa médica.


No local, foram encontrados atestados médicos do Sistema Único de Saúde (SUS), que Renata usava e carimbava com o CRM da médica verdadeira. Ela será investigada por falsificação de documento público e exercício ilegal da medicina.


Remodelação corporal

Nas redes sociais, Renata dizia ser referência em remodelação corporal, além de também oferecer cursos. Entre os procedimentos realizados estão: aplicação de botox, rinomodelação, harmonização corporal e até tratamento de flacidez pós parto. Ela soma mais de 6 mil seguidores.


De acordo com o delegado William Bretz, ainda não há informações sobre pacientes de Renata que tiveram complicações com os procedimentos. Por isso, a polícia está divulgando o nome e rosto da suspeita, para incentivar possíveis vítimas a denunciá-la.


Conforme Bretz, a clínica tinha boa aparência. No entanto, será realizada uma perícia para saber se há mais alguma irregularidade.

O delegado também disse que vai investigar se Renata dava cursos para outras pessoas. Na internet, a suspeita postou uma série de fotos e vídeos sobre isso. Datas são de 2020 e 2021.

Fonte: metropoles




Comentários


FORTE NEWS REAL.png

Mais Notícias

bottom of page