top of page

Homem é preso suspeito de agredir ex-mulher com caco de vidro e ameaçá-la em motel de Anápolis

Segundo a polícia, suspeito acabou machucado devido à tentativa da mulher de se defender. Casal estava separado há três anos, mas tinha ido se encontrar no local.


Um homem de 31 anos foi preso suspeito de ter agredido com pedaços de vidro a ex-mulher, da mesma idade, na noite de domingo (17), em um motel localizado no Bairro Jardim Arco Verde, em Anápolis, a 55 km de Goiânia. O caso foi registrado como uma tentativa de feminicídio.

Como a identidade de ambos não foi divulgada, o g1 não conseguiu contatar a defesa do homem para pedir um posicionamento sobre o caso.

O homem e a mulher, de acordo com a Polícia Civil, foram casados por três anos, mas já estariam separados há três anos. O caso será investigado pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam).


Agressão

Os policiais explicaram que, após chegarem juntos ao local, o suspeito teria “surtado” e ameaçado a ex-mulher de morte. Segundo o boletim de ocorrência, além das ameaças, o homem quebrou copos de vidro e deu golpes na cabeça, pescoço e tórax da mulher. Fotos do local mostram a cama manchada de sangue e pratos jogados ao chão.


De acordo com o registro na polícia, a mulher ligou na portaria do motel para pedir ajuda. Ainda conforme o boletim de ocorrência, ao ouvir o pedido de socorro, o funcionário abriu a porta do quarto e a mulher correu para a recepção, onde foi acolhida.

A Polícia Militar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados. Segundo o boletim de ocorrência, o homem permaneceu dentro do quarto até a chegada do resgate, também ferido. Junto a ele, foi encontrada a base de um copo de vidro ensanguentado.

O suspeito e a mulher foram encaminhados para uma unidade de saúde e, posteriormente, para o Hospital Estadual de Urgências de Anápolis Dr. Henrique Santillo (HUANA). A mulher foi liberada logo após receber os primeiros socorros.

Por outro lado, o homem permaneceu no hospital de Anápolis, onde recebeu voz de prisão. Como o nome do suspeito não foi divulgado, o g1 não teve como apurar se ele segue internado nesta segunda-feira (20).


SIGA NOSSO INSTAGRAN

Fonte: g1 Goiás


Comments


FORTE NEWS REAL.png

Mais Notícias

bottom of page