top of page

Homem é preso suspeito de se passar por agente da Polícia Federal para aplicar golpes em Goianira


Homem é preso suspeito de se passar por agente da Polícia Federal para aplicar golpes em Goianira — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Ele dizia às vítimas que estava investigando crimes de estelionato e orientava que elas ligassem em telefone de banco. Após isso, ele interceptava ligação e se passava por atendente para conseguir acesso às senhas delas.

Um homem de 30 anos foi preso na quarta-feira (7) suspeito de se passar por agente da Polícia Federal para aplicar golpes com cartões de crédito em Goianira, na Região Metropolitana da capital. Segundo a Polícia Civil, ele dizia às vítimas que estava investigando crimes de estelionato e orientava que elas ligassem em telefone de banco. Após isso, ele interceptava ligação e se passava por atendente para conseguir acesso às senhas delas.

A corporação não divulgou o nome do preso, por isso, o G1 não conseguiu localizar a defesa dele para que se posicione. No local onde ele estava hospedado, a PC encontrou 10 máquinas de cartões, 30 cartões de crédito, além de R$ 4 mil em dinheiro.

A Polícia Civil disse que recebeu denúncias informando que um homem estava conseguindo acesso a cartões bancários de diversas pessoas na cidade com o objetivo de subtrair valores de contas bancárias. Segundo a delegada Carla de Bem Monteiro, para conseguir o acesso, o suspeito se passava por agente da Polícia Federal e dizia que estava investigando clonagem dos dados das vítimas.

Após se passar por agente, ele orientava que as vítimas ligassem no 0800 do banco. Quando elas ligavam, ele conseguia “puxar” a ligação, que caía na central telefônica clandestina do suspeito, segundo a delegada. Ela diz ainda que ele se passava por membro dos bancos, e conseguia as senhas das vítimas. Após a investigação, a polícia encontrou e prendeu o homem em flagrante no terminal de transporte público de Goianira, enquanto tentava fugir. De acordo com a polícia, ele é de São Paulo, e confessou ter vindo à Goiás para praticar os golpes. O material apreendido foi encontrado na pousada onde o homem estava hospedado. Até o momento, a Polícia Civil já identificou quatro vítimas do suspeito. No entanto, a delegada acredita pode haver mais seis em Goianira, além de outras em Goiânia, Inhumas e outras cidades. À delegada, ele informou que veio à Goiás após sair de Curitiba e, no caminho, aplicou o golpe em várias pessoas.


Por: Portal Forte News **Com informações do G1 GO




Comments


FORTE NEWS REAL.png

Mais Notícias

bottom of page