top of page

Jovem é suspeito de matar o pai e confessar o crime para parentes, em Goiânia

O caso aconteceu no último dia 11 de novembro e a vítima foi encontrada pelos familiares. Apesar de ter sido levado a uma unidade de saúde, o homem não resistiu aos ferimentos.


Foto mostra jovem suspeito de matar pai em Goiânia e o momento em que ele entra em um carro para se deslocar até o Distrito Federal — Foto: Reprodução/Polícia Civil

Um jovem de 28 anos é suspeito de matar o pai, de 56 anos, em Goiânia, e confessar o crime para parentes. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Ernani Cazer, familiares afirmaram que o jovem teria ligado para contar do crime.

"Parentes afirmaram que ele entrou em contato confessando que teria feito isso", disse.


O caso aconteceu no dia 11 de novembro, no Setor Jardim Nova Esperança, mas foi preso no Distrito Federal. Como a identidade do jovem não foi divulgada, o g1 não conseguiu solicitar um posicionamento à defesa dele sobre o caso.

Ainda de acordo com o delegado, o suspeito um tinha histórico de brigas com o pai por causa do alcoolismo da vítima. Segundo Ernani, em algumas das brigas, o jovem contou ter chegado a empurrar o pai.

"Ele já tinha um histórico de discussões com o pai. O pai era alcóolatra. Segundo ele, o pai era muito agressivo. Eles já tiveram, inclusive, brigas corporais, e em razão disso ele chegava a empurrar o pai", disse o delegado.

"Eles tinham esse atrito por causa de bebida alcóolica", completou.

À TV Anhanguera, o delegado afirmou que o jovem não aceitava o fato de o pai ser alcóolatra. Apesar disso e dos familiares afirmarem que o jovem confessou o crime, Ernani Cazer afirmou que o jovem disse "não se lembrar" do caso.

"A vítima vivia com o filho. Quando ele foi preso ele afirmou que estava dentro da residência, que se lembra de ter visto o pai no chão da sala, que perdeu a consciência e não se lembra de mais nada após isso", pontuou.


O delegado ainda contou que o suspeito alegou se lembrar apenas de ter acordado na casa de uma prima na manhã seguinte. À polícia, o jovem ainda contou que a faca encontrada no local do crime, suja de sangue, era dele.

Ainda segundo a polícia, foram os familiares da vítima que a encontraram caída ao lado de uma cama. Ela foi levada ao Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), mas não resistiu aos ferimentos.

Ao ser preso, o jovem foi colocado à disposição do Poder Judiciário. O delegado explica que ele deve responder por homicídio "por agravante de ter matado o pai" e que e pode pegar até 30 anos de reclusão.

Fonte: g1 Goiás.

Yorumlar


FORTE NEWS REAL.png

Mais Notícias

bottom of page