top of page

Jovem que levou tiro do patrão e ficou com bala alojada na coluna recebe alta

Autor do tiro é dono de uma banca que vende milho, em Ceilândia. Funcionário passou duas semanas internado


Depois de quase duas semanas internado com uma bala alojada na coluna, devido a uma tentativa de homicídio sofrida pelo patrão, Marcos Rafael Bessa da Costa, que trabalhava na Feira do Produtor de Ceilândia, recebeu alta do Hospital Regional do Paranoá no início da tarde desta sexta-feira (6/1).

Em conversa com a reportagem um dia depois de passar pela cirurgia para retirada do projétil, Marcos contou que pretende retornar para o Rio Grande do Norte a fim de continuar o tratamento em função das dificuldades financeiras no DF e da distância da família.


A mobilidade das pernas está restrita, mas a fisioterapia já possibilitou o retorno de alguns movimentos. “A perna esquerda está 80%, mas não sinto meu pé. E a perna direita, por enquanto, está em torno de 30%. O movimento dela é quase zero”, informou.

“Fiz a cirurgia na coluna. A bala entrou na região do abdômen, um pouco abaixo da costela, e se alojou na altura da vértebra L5, bem no meio da medula. Meus movimentos estão bem restritos. Até para urinar, evacuar, está bem difícil”, desabafou.

Viagem ao RN

Diante das dificuldades financeiras e falta de apoio, o casal pretende se reunir com os familiares no estado do Rio Grande do Norte. “Aqui não tenho muito recurso porque somos apenas eu e minha esposa. A situação ficou bem complicada para gente”, explicou o paciente.

Para chegarem ao destino, eles iniciaram uma vaquinha no valor em torno de R$ 1,8 mil a fim de custearem os valores da passagens e de uma cadeira de rodas. Quem tiver interesse em realizar doações, pode enviar algum valor para o Pix (61) 98188-7926, em nome de Milena Santos.


O crime

Agentes da 19ª Delegacia de Polícia (P Norte) prenderam, por volta de 1h de 24 de dezembro, o empresário Douglas Marques de Sousa por tentativa de homicídio. Ele atirou contra o ex-funcionário Marcos Rafael Bessa da Costa.

“Passei o dia inteiro trabalhando. Começando a trabalhar às 4h do dia 23. Eu nem passei em casa. Quando foi no dia 24, por volta de 1h, ele simplesmente chegou lá e ficou me olhando. Eu virei para pegar minha mochila e ele atirou”, contou a vítima.


Testemunhas relataram que o dono da banca de venda de milho teria dispensado o funcionário na semana passada após um desentendimento. No entanto, o empregado voltou a trabalhar no local por meio de diárias.

O dono da banca foi autuado por tentativa de homicídio por motivo fútil e sem possibilidade de defesa da vítima. Após audiência de custódia, o empresário teve a prisão em flagrante convertida para preventiva.

Os agentes localizaram a arma de fogo usada por ele escondida em mata na região do Incra, também em Ceilândia.

Fonte: metropoles.

Comments


FORTE NEWS REAL.png

Mais Notícias

bottom of page