top of page

Justiça em Goiás define multa de R$ 10 mil para quem bloquear rodovia

Manifestantes que constestam o resultado das Eleições 2022, com vitória de Lula, tomaram rodovias em 26 estados nesta segunda, diz PRF


A Justiça Federal de Goiás determinou, na noite desta segunda-feira (31/10), que quem impedir ou dificultar o trânsito nas rodovias federais localizadas no estado estará sujeito a multa no valor de R$ 10 mil por pessoa física. No caso de pessoas jurídicas que liderem ou prestem apoio ao ato, a multa é de R$ 100 mil.

“Informamos também que é assegurado o direito de manifestação, mesmo às margens da rodovia, desde que não cause prejuízo à segurança viária e ao direito de circulação dos demais usuários da rodovia”, diz a nota oficial.




No último balanço liberado pela Polícia Rodoviária Federal, Goiás tinha oito pontos de bloqueio:

  • Bloqueio total (ambos os sentidos):

    • BR 060 Km 102 – Anápolis

    • BR 060 Km 60 – Abadiânia


  • Bloqueio parcial

    • BR 158 Km 158 – Caiapônia

    • BR 060 Km 380 – Rio Verde

    • BR 050 Km 282 – Catalão

    • BR 060 Km 303 – Acreuna

    • Br 364 Km 299 – Mineiros


  • Interdição parcial

    • BR 364 Km 196 – Jataí


Estadas bloqueadas pelo país

Caminhoneiros bolsonaristas se reuniram nas principais rodovias do país, no início da madrugada desta segunda-feira (31/10), como uma forma de protesto contra o resultado das urnas, que atestaram a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobre o atual presidente Jair Bolsonaro (PL).

Os bloqueios realizados pelos caminhoneiros se concentram em 20 estados da Federação e contam com 236 pontos fechados nas rodovias federais que cortam o país, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

No fim da manhã desta segunda, a Advocacia-Geral da União (AGU) foi acionada para garantir liminares com o intuito de acabar com os bloqueios realizados por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro.

Segundo a PRF, há bloqueios nos seguintes estados: Alagoas, Amazonas, Acre, Rio Grande do Norte, Goiás, São Paulo, Minas Gerais, Roraima, Maranhão, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Ceará, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rondônia, Paraná, Pará, Tocantins e Rio de Janeiro.

Fonte: metropoles.


תגובות


FORTE NEWS REAL.png

Mais Notícias

bottom of page