top of page

Mulher consegue fugir de casa e denuncia marido por tortura e cárcere privado em Goiás

Vítima estava sendo agredida há dois dias pelo suspeito, de acordo com a polícia. A mulher percorreu mais de 50 km para denunciar companheiro.


Fachada da delegacia de Morrinhos — Foto: Reprodução/PC

Um jovem de 20 anos foi preso suspeito de torturar e manter a companheira, de 31 anos, em cárcere privado. A prisão ocorreu na última terça-feira (31), em Rio Quente, no sul goiano, após a mulher fugir de casa e pegar um ônibus para o município de Morrinhos, a cerca de 50 km de Rio Quente.

Segundo o delegado Fabiano Henrique, ao chegar na cidade, a mulher foi até o batalhão da Polícia Militar (PM), onde denunciou o marido. As agressões contra a vítima começaram na segunda-feira (30), após o jovem encontrar algumas mensagens que a mulher havia trocado com outro homem. O casal havia reatado o relacionamento há cerca de um mês.

O investigador afirmou que o jovem deixava a mulher sair de casa apenas para trabalhar, mas que a acompanhava durante todo o trajeto. Como o nome do homem não foi divulgado, o g1 não conseguiu localizar a sua defesa até a última atualização desta matéria.

“Ele levava e buscava a vítima no trabalho. O crime foi motivado por ciúmes, sendo que ele a ameaçava de morte. Já tinha dois dias que ela estava nesta situação. O homem foi autuado em flagrante”, explicou.

O homem, de acordo com Fabiano, pode responder por violência doméstica e lesão corporal. Caso seja condenado, ele poderá pegar uma pena de até três anos de prisão.

Fonte: g1 Goiás.



Comments


FORTE NEWS REAL.png

Mais Notícias

bottom of page