top of page

Neta é suspeita de matar a avó asfixiada com cinto e queimar o corpo em Goiás

Jovem de 28 anos se arrependeu do assassinato enquanto ateava fogo na vítima e ligou para a polícia, confessando o crime


Uma dona de casa de 28 anos foi presa após confessar para a polícia que matou a própria avó, de 69, asfixiada e depois queimou o corpo em Pontalina, no sul de Goiás. O crime e a prisão ocorreram nessa terça-feira (16/8).

Segundo a Polícia Civil, a jovem acreditava que a avó era responsável por problemas que aconteciam na família. A idosa necessitava de cuidados em tempo integral.


“A autora se utilizou de um cinto para asfixiar a vítima e após atingir seu propósito, tentou colocá-la dentro de uma mala”, relatou o delegado Pedro Democh.

Ainda de acordo com a polícia, a dona de casa comprou substâncias inflamáveis e jogou sobre o corpo. Com o corpo parcialmente queimado, a jovem acabou se arrependendo, ligou para a Polícia Militar e confessou o crime.

A neta foi presa em flagrante por homicídio qualificado, já que houve asfixia e circunstâncias que dificultaram a defesa da vítima.

Cavou cova

O delegado detalhou que a dona de casa de 28 anos chegou a começar a cavar uma cova no quintal dias antes do crime, mas não conseguiu terminar. Para a polícia, isso demonstra que ela premeditou o crime.

Além disso, momentos antes do crime, a jovem teria insistido para que o companheiro fosse trabalhar, para poder ficar sozinha com a vítima.

Fonte: metropoles




Comentarios


FORTE NEWS REAL.png

Mais Notícias

bottom of page