top of page

No DF: Mulheres com gigantomastia terão direito a cirurgia redutora pelo SUS

De autoria do deputado Eduardo Pedrosa (União Brasil), o projeto aprovado na CLDF segue agora para sanção do governador Ibaneis Rocha (MDB)


A Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) aprovou, nesta terça-feira (26), um projeto de lei que assegura às mulheres com macromastia mamária ou gigantomastia bilateral a realização de cirurgia redutora. De autoria do deputado Eduardo Pedrosa (União Brasil), ele segue agora para sanção do governador Ibaneis Rocha (MBD).

De acordo com o proposta, as cirurgias serão oferecidas às mulheres em casos de seios excessivamente grandes em que a paciente apresente sinais e sintomas de sofrimento. Um laudo médico deverá ser emitido por um médico ortopedista ou neurologista.

A partir daí, o atendimento e as cirurgias devem ser oferecidos pela rede hospitalar pública, por meio do órgão competente na área de saúde ou por convênio junto ao Sistema Único de Saúde (SUS). Os medicamentos do pós-operatório também devem ser fornecidos pelo GDF.


O problema pode causar dores nos ombros, assaduras ao redor das mamas e marcas profundas na pele da alça do sutiã. Essas alterações podem ser irreversíveis, caso esse excesso de peso não seja tratado a tempo, pois podem alterar anatomia da coluna vertebral causando hérnias de disco e desvios na coluna.

SIGA NOSSO INSTAGRAN

Fonte: metropoles

Comments


FORTE NEWS REAL.png

Mais Notícias

bottom of page