top of page

“O Estado vai bem, se o povo estiver bem”, diz Caiado


“Ao cuidar das crianças, vamos interromper o ciclo da pobreza em Goiás”, destaca o governador

No Sul do Estado, governador também entrega escrituras de imóveis e assina convênio para repasse de R$ 5 milhões em crédito a microempreendedores. No Sudoeste, autoriza construção de 50 casas populares. Programa social garante repasse de R$ 250 mensais a mães vulneráveis com filhos entre zero e seis anos. “Ao cuidar das crianças, vamos interromper o ciclo da pobreza em Goiás”, destaca


O governador Ronaldo Caiado esteve, na manhã desta quarta-feira (29/12), em Itumbiara e em Rio Verde, onde distribuiu 2.963 cartões do programa Mães de Goiás. No Sul do Estado, entregou escrituras de imóveis e assinou convênio para repasse de R$ 5 milhões em crédito a microempreendedores. No Sudoeste, autorizou a construção de 50 casas populares.


Em Itumbiara, foram 1.199 cartões do programa Mães de Goiás para mulheres em situação de vulnerabilidade social com filhos de zero a seis anos. Entregou, também, 60 escrituras de imóveis para famílias moradoras da Vila Mutirão e assinou convênio da Agência de Fomento de Goiás (GoiásFomento) com a prefeitura. A parceria garante a destinação de R$ 5 milhões para a contratação de operações de crédito para microempresas e microempresários individuais.


“Investi para tirar as famílias da condição de vulnerabilidade, temos que fazer com que essa criança, amanhã, seja o que ela desejar ser, vamos dar o apoio na educação, para ela ter qualificação”, afirmou o governador. “Ao cuidar das crianças, vamos interromper o ciclo da pobreza em Goiás. Governo tem que cuidar das pessoas. O Estado vai bem, se o povo estiver bem”, destacou.


O programa de transferência de renda foi lançado em setembro deste ano e vai atender 100 mil mães em todos os 246 municípios goianos. Somente em dezembro, a previsão é de entregar 25.635 cartões em 33 cidades. A meta é fechar 2021 com moradoras de 90 localidades atendidas e quase 70 mil cartões distribuídos. A iniciativa concede, mensalmente, R$ 250 para mulheres, com filhos entre zero e seis anos, que estejam em situação de vulnerabilidade social. O dinheiro pode ser utilizado em supermercados ou farmácias no domicílio da beneficiada.


Em Itumbiara, o governador entregou, ainda, 60 escrituras para famílias que vivem na Vila Mutirão, cujas casas foram construídas pelo ex-governador Iris Rezende, na década de 1980. “O caso de Itumbiara, talvez, seja a entrega em que as pessoas esperaram por mais tempo pela documentação. Há 38 anos, aguardam pelo documento”, informou Caiado. “A Agência Goiana de Habitação (Agehab) providencia e faz toda a despesa de escrituração dessas casas, e entrega a escritura registrada em cartório. No mês de janeiro, em outro bairro, serão mais 180 beneficiados”, pontuou.


Desde o início da atual gestão, em 2019, o programa de regularização fundiária do Estado entregou mais de 3.700 escrituras, gratuitamente, em 12 municípios. Outras 2.600 escrituras estão em andamento para entrega às famílias, totalizando um atendimento de mais de 6.300, até o momento.


No mesmo evento, Caiado firmou convênio da Agência de Fomento de Goiás (GoiásFomento) com a Prefeitura de Itumbiara que garantirá a destinação de R$ 5 milhões para a contratação de operações de crédito para microempresas e microempresários individuais, inclusive trabalhadores autônomos do município.


A Prefeitura de Itumbiara repassará a quantia de R$ 500 mil para o Fundo de Equalização do Estado (Fundeq), destinada à concessão de garantia nos financiamentos. A novidade da parceria é que as cooperativas de crédito podem oferecer o recurso com aval da instituição.


“Itumbiara está sendo a primeira cidade do Estado de Goiás a liberar recursos para os pequenos empreendedores, é um ato inovador, o cidadão vai pegar o recurso com seis meses de carência e pagar as parcelas com a renda que conseguir. Teremos como melhorar o nosso desenvolvimento e fazer a nossa retomada do crescimento”, avaliou o prefeito, Dione Araújo.


Rio Verde

Em seguida, o governador seguiu para Rio Verde, na Região Sudoeste do Estado, onde mais 1.764 famílias receberam o cartão do programa Mães de Goiás. Ao entregar o benefício, o governador ressaltou o caráter permanente da iniciativa. “O governo tem o compromisso maior de cuidar de 7,2 milhões de goianos e por isso não estamos criando um programa de época de eleição, esse programa vai durar até as crianças chegarem aos 7 anos de idade”.


Durante o evento, o governador também assinou ordem de serviço para construção de 50 casas populares, no município. As moradias integram o programa Pra Ter Onde Morar, modalidade Construção, da Agehab. A previsão é construir 1.156 unidades habitacionais, em 30 municípios contemplados, inicialmente. O investimento total supera R$ 130 milhões e as obras recebem recursos do Fundo de Proteção Social do Estado de Goiás (Protege).


“O governador já investiu mais de R$ 100 milhões em obras no município de Rio Verde, infraestrutura, asfalto, e foi quem mais investiu na educação. Por isso, a educação do Estado é a primeira do país e Rio Verde, a primeira de Goiás”, afirmou o prefeito Paulo do Vale.


O presidente da Assembleia Legislativa (Alego), deputado estadual Lissauer Vieira, lembrou o empenho de Ronaldo Caiado para negociar a dívida do Estado e conseguir viabilizar programas sociais. “Fomos o primeiro Estado do Brasil a conseguir renegociar todas as dívidas, isso porque tivemos parcerias e temos um governador que é responsável e, de fato, equilibrou as finanças”, disse. “Ele vem aqui não só entregar os cartões do Mães de Goiás, mas para dizer a todas que o dinheiro já está na conta, já pode sacar, não é um cartão fake”, destacou.


Em coletiva de imprensa, ao final do evento, o governador afirmou aos jornalistas que a adesão ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) confere ao Estado a capacidade de realizar investimentos. “Nós renegociamos nossa dívida. Ao invés de pagar R$ 3 bilhões por ano, serão R$ 400 milhões e temos, então, dinheiro para investir nos programas sociais, na infraestrutura, na saúde e na segurança pública. Antigamente, todo dinheiro era pouco pra atender ao pagamento da dívida de Goiás e nós soubemos prorrogar, com muita competência, e com isso podemos investir no cidadão”, concluiu.


Secretaria de Comunicação - Governo de Goiás

Comments


FORTE NEWS REAL.png

Mais Notícias

bottom of page