top of page

Pai denuncia que filho está na UTI após ser agredido por PM durante abordagem em Goiás

Harison Inácio dos Reis tinha discutido com a esposa, que chamou a viatura. Família diz que militar desceu agredindo o homem sem ele ter reagido ou falado nada.


Harison Inácio dos Reis, agredido durante abordagem da PM em Palmeiras de Goiás — Foto: Valdir Serafim/Arquivo pessoal

O motorista Valdir Serafim cobra punição após o filho ser agredido por um policial militar durante uma abordagem em Palmeiras de Goiás, oeste do estado. Segundo o pai, Harison Inácio dos Reis, de 33 anos, tinha discutido com a esposa e, quando a polícia chegou à casa do casal, um dos policiais já desceu da viatura batendo no filho. O homem está internado desde o dia da abordagem.


O caso aconteceu no dia 2 de julho. Harison estava em casa com a esposa e o cunhado em um almoço, quando começou a discutir com a companheira. Ela ligou para uma viatura da PM, que foi ao local.

A esposa foi conversar com um policial que estava no banco do carona, enquanto Harison se aproximou do policial que estava como motorista.

“O policial desceu e já foi agredindo meu filho, deu um monte de golpes na cabeça dele. Ele não tinha feito nada para o policial”, disse o pai.



O g1 pediu um posicionamento para a Polícia Militar por telefone e mensagem de texto às 11h20 desta quarta-feira (27), mas não teve retorno até a última atualização da reportagem.

O homem foi socorrido e levado para uma unidade de saúde. Depois, Harison foi transferido para o Hospital de Urgências de Goiás (Hugo). Ele está internado na UTI, intubado e sedado. O estado geral de saúde é grave.

Valdir registrou o caso tanto na Polícia Civil quanto na Corregedoria da Polícia Militar. Ele espera, agora, que haja alguma punição.

“Meu filho ficou muito machucado, não acorda de jeito nenhum. Esse policial tinha que ser afastado, perder a farda”, cobrou o pai. g1 Goiás.


Comments


FORTE NEWS REAL.png

Mais Notícias

bottom of page