top of page

Programas do governo de Goiás são copiados por candidatos Brasil afora



Mães de Goiás, Bolsa Estudo e Aluguel Social, programas de transferência de renda direcionados a famílias vulneráveis em Goiás, constam do plano de governo de ao menos quatro governadoriáveis de diferentes estados


Responsável pela criação de uma gama de programas sociais em Goiás que socorreu a população vulnerável nas necessidades mais urgentes, o governador Ronaldo Caiado (União Brasil), candidato à reeleição, vê agora as suas iniciativas servindo de inspiração a outros candidatos ao governo de diversos estados brasileiros. Pelo menos quatro governadoriáveis têm em seus planos a criação de programas sociais idênticos aos implementados pela gestão Caiado.


Um dos programas de destaque do atual governo goiano, o Mães de Goiás, que assegura auxílio mensal de R$ 250 por mês para 100 mil mães com filhos, entre de 0 e 6 anos de idade, consta nos planos de governo de ACM Neto (UB), candidato na Bahia, e de Raquel Lyra (PSDB), em Pernambuco.


De acordo com ACM Neto, o “Mães da Bahia” será um programa de transferência de renda capaz de combater a miséria e a pobreza e, ao mesmo tempo, estimular a educação de crianças e jovens em idade escolar, seguindo o modelo de Goiás. “O centro dessa iniciativa serão as mães, esteio protetor do lar, amparo emocional da família e, cada vez mais arrimo financeiro, sobretudo as mais pobres”, explica.



Raquel Lyra, candidata ao governo de Pernambuco, afirma que, caso eleita, atuará para combater a pobreza e melhorar a qualidade de vida da população, por isso, buscou no Mães de Goiás o modelo para propor o Programa Mães de Pernambuco. Segundo ela, serão destinados R$ 300 por mês àquelas mães em situação de pobreza, para combate imediato da insegurança alimentar dessas famílias.


Em São Paulo, o governador e candidato à reeleição Rodrigo Garcia (PSDB) afirma no seu plano de governo que vai manter o programa Bolsa Permanência, que garantirá um valor mensal para que o jovem não abandone seus estudos, a exemplo do Bolsa Estudo lançado em Goiás em 2021, beneficiando estudantes de Ensino Médio da rede pública estadual com R$ 110 por mês. Atualmente, o programa goiano atende 228 mil estudantes.


Já em Minas Gerais, o governador Romeu Zema (Novo), candidato à reeleição, promete criar o auxílio habitacional idêntico ao programa goiano Pra Ter Onde Morar – Aluguel Social, que concede até R$ 350 mensais para custear o aluguel de famílias em situação de vulnerabilidade durante 18 meses.


Programas Sociais em Goiás

O governo de Ronaldo Caiado, em 3 anos e 8 meses de gestão, investiu em programas sociais para a parcela mais vulnerável da população nos 246 municípios do Estado, além de focar no atendimento médico e na segurança alimentar durante a pandemia da Covid-19. O total aplicado, que já se aproxima de R$ 2 bilhões.

Comments


FORTE NEWS REAL.png

Mais Notícias

bottom of page