top of page

Sergipana vítima de violência doméstica em fazenda de Goiás é resgatada após pedir ajuda

Homem foi preso suspeito de agredir física e verbalmente a vítima. Segundo a polícia, o homem monitorava e vigiava as atividades realizadas pela mulher.


Uma sergipana de 52 anos vítima de violência doméstica foi resgatada de uma propriedade rural em Doverlândia, no oeste goiano. Segundo a Polícia Civil, o resgate aconteceu após a vítima conseguir ligar para a família e pedir ajuda. Um homem de 32 anos foi preso suspeito agredir física e verbalmente a vítima.

A prisão aconteceu na quarta-feira (29), em uma operação integrada entre as Polícias Civis de Goiás e Sergipe. Como a identidade do homem não foi divulgada, o g1 não conseguiu localizar a defesa dele para um posicionamento até a última atualização desta reportagem.


Segundo a Polícia Civil, os dois se conheceram de forma virtual e, um mês depois, o suspeito convidou a vítima para morar com ele na zona rural de Doverlândia. De acordo com informações da vítima à corporação, dias após a mudança, o suspeito começou a agredí-la e a ofendê-la, além de começar a monitorar e a vigiar as atividades realizadas pela vítima.


"A vigilância excessiva com a vítima chegava ao extremo de determinar que a vítima somente usasse o banheiro com a porta aberta", explicou a Polícia Civil.


De acordo com o delegado Marlon Luz, com esse controle excessivo, o homem também controlava as ligações telefônicas, que eram feitas somente com acompanhamento do suspeito, principalmente quando eram direcionadas a familiares da mulher que ficavam em Sergipe.


A polícia ainda conta que, para intimidar a vítima, o suspeito mantinha uma arma de pressão adulterada para utilização de munição calibre 22 na casa em que eles ficavam na fazenda.



"O autor do mesmo modo teria proibido a vítima de deixar comparecer a área urbana desacompanhada ou ainda deixar a propriedade para visitar a família no Estado de Sergipe, sob a alegação que só viajaria em casos extremos, por exemplo, diante da morte de um dos filhos e ainda assim na companhia dele", completou a polícia.

O homem foi encaminhado à Central de Flagrantes de Jataí pela prática de violência psicológica. Como ele não pagou a fiança de R$ 10 mil que foi arbitrada, foi encaminhado à cadeia da comarca. Após o resgate, a mulher recebeu apoio alimentício, além de hospedagem e passagem, por parte da polícia, para que ela conseguisse sair da cidade.

Fonte: g1 Goiás.


Commentaires


FORTE NEWS REAL.png

Mais Notícias

bottom of page