top of page

Suspeito de matar a família deixou carta confessando o crime, diz PCGO

Segundo a polícia, no bilhete, ele disse que estava deprimido e cometeu o crime em razão das discussões com a mulher


O homem suspeito de matar a esposa, os três filhos dela e depois tirar a própria vida, em Aporé, no sudoeste goiano, deixou uma carta confessando o crime, segundo a Polícia Científica de Goiás. No bilhete, Fábio José Mafra de Oliveira, de 43 anos, teria dito que estava depressivo e que a motivação do crime seria discussões com a mulher.

Priscylla de Olivera Franco Mafra, de 37 anos, os filhos dela, Guilherme Davi Fernandes Oliveira, de 7, Danilo Fernandes de Freitas Júnior, de 9, e Savana Danielly Fernandes Oliveira, de 13, foram mortos a tiros em uma fazenda na zona rural do município, onde passavam férias. No bilhete, o homem ainda contou onde estariam os corpos da família.


Os corpos foram encontrados por um amigo do suspeito, depois que Fábio pediu para que ele fosse até o local fazer um serviços.

De acordo com a Polícia Civil, que investiga o caso, a carta estava próxima ao corpo de Fábio.

A família morava em Serranópolis, onde Priscylla atuava como coordenadora de um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).

Fonte: metropoles

Comments


FORTE NEWS REAL.png

Mais Notícias

bottom of page