top of page

Técnica em enfermagem denuncia à polícia que servidora não injetou dose contra Covid-19 Em Goiás


Técnica em enfermaria Gina Carla filmou quando servidora teria tirado agulha sem injetar a vacina em Goiânia — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Carla Oliveira percebeu a suposta falha ao olhar a filmagem e voltou à unidade de saúde, mas não recebeu a vacina. Ela está ansiosa pelo reforço: 'Meu pai morreu de Covid-19 há um mês. É triste passar por isso'.

A técnica em enfermagem Gina Carla Mendes de Oliveira, de 37 anos, registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil denunciando que não injetaram no braço dela a dose da vacina contra a Covid-19, em Goiânia. Segundo a profissional, ela notou a falha porque filmou o momento que deveria receber o reforço do imunizante (veja o vídeo abaixo).


O delegado Jacó Machado das Chagas, titular do 5º Distrito Policial (DP) de Campinas, informou ao G1 que tomou conhecimento do caso nesta terça-feira (25) e que, no momento oportuno, após apuração preliminar, vai convocar as pessoas envolvidas para prestarem depoimento.

A Secretaria Municipal de Saúde disse que a denúncia foi registrada na ouvidoria e deverá ser encaminhada para a Superintendência de Vigilância em Saúde para apuração. O caso aconteceu na última quinta-feira (20). A técnica em enfermagem contou que, após notar a falha, procurou a servidora do Centro de Atenção Integrado à Saúde (Cais) de Campinas, mas que ela se recusou a aplicar a dose. "Quero muito receber essa dose. É muito importante o reforço e já estou no prazo certo. Voltei ao local para perguntar à moça o motivo de ela me furar e não aplicar a vacina, mas fez pouco caso. Meu pai morreu de Covid-19 há um mês. É triste passar por isso", desabafou Gina Carla.


Vídeo

A técnica em enfermagem filmou a aplicação para compartilhar em uma rede social. Após sair do posto, sentou-se para esperar o marido e fazer a postagem. Foi quando percebeu que o líquido não foi injetado no braço dela.

"Quando chegou a minha vez, filmei. Depois fui para fora da unidade esperar meu esposo me buscar. Quando assisti o vídeo, vi que o líquido ficou na seringa. A moça que deveria ter aplicado a vacina ainda achou ruim de eu voltar para reclamar", destaca a técnica.

Então, retornou ao posto para pedir a aplicação da vacina. A servidora se recusou a repetir a injeção. Ela procurou um Guarda Civil que estava no Cais, que a orientou a registrar a ocorrência na polícia e na Secretaria Municipal de Saúde. O boletim de ocorrência foi registrado no sábado (22).





Comments


FORTE NEWS REAL.png

Mais Notícias

bottom of page