top of page

Ginecologista preso teria ejaculado em paciente durante consulta


Divulgação/Polícia Civil

O médico ginecologista Fábio Guilherme da Silveira Campos, de 73 anos, preso na manhã desta sexta-feira (21/7) em Goiânia (GO), sob a suspeita de cometer crimes sexuais contra pacientes, chegou a ejacular em uma das vítimas durante uma consulta.


Ao portal G1 a delegada Amanda Menuci, que investiga o caso, confirmou a informação e ressaltou que o ginecologista tocava os seios, pegava a mão delas e colocava no órgão genital dele. “Em uma das vezes, ele pediu para a mulher fechar os olhos, pensar em coisas boas e até ejaculou na barriga de uma delas”, disse.


Após a repercussão da prisão, uma mulher procurou a polícia para denunciar um caso ocorrido em 2014. De acordo com a vítima, ela estava na posição ginecológica quando o médico teria puxado o corpo da paciente no sentido do seu e pressionou o órgão genital dele contra o dela.


Cinco vítimas

Ao todo, a polícia identificou cinco vítimas. Dessas, duas denunciaram formalmente o médico e uma é testemunha, pois o caso prescreveu. De acordo com a polícia, as mulheres tinham 15, 16, 21 e 32 anos nas datas dos crimes.


O médico foi preso na manhã desta sexta. Ele era servidor efetivo da Secretaria Municipal de Saúde e atendia no Centro Integrado de Atenção Médico Sanitária (Ciams) Novo Horizonte. De acordo com a Polícia Civil, o médico já havia sido denunciado pelos mesmos crimes há quase 30 anos.


Segundo a delegada, o ginecologista chegava a dizer, no consultório, que as pacientes precisavam ficar excitadas para a realização de exames.


Reação

O suspeito chegou a ser agredido pelo marido de uma paciente dentro do consultório. Em vídeo gravado no local, o homem, com um registro de ocorrência na mão, entra no consultório e o agride com um soco no rosto, enquanto o chama de “abusador”.

Fonte: metropoles

Comments


FORTE NEWS REAL.png

Mais Notícias

bottom of page