top of page

Jovem diz que foi dopado e abusado por professor que obrigava alunos a fazer sexo

Segundo a polícia, os abusos aconteciam em Nova Iguaçu de Goiás. Jovem contou que os abusos contra ele começaram quando ele tinha entre 9 e 10 anos.


Professor Mateus José Mendes foi preso suspeito de estuprar alunos em Nova Iguaçu de Goiás — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um jovem, que não quis se identificar, contou que foi dopado e abusado pelo professor Mateus José Mendes, de 50 anos, que foi preso suspeito de estuprar alunos e obriga-los a fazer sexo entre si na frente dele. Em entrevista exclusiva à TV Anhanguera, o jovem, que atualmente tem 18 anos, contou que os abusos contra ele começaram quando ele tinha entre 9 e 10 anos.

“Ele destruiu parte da minha infância, assim como ele destruiu parte da infância de alguns outros meninos”, disse a vítima.


Segundo a polícia, os abusos aconteciam em Nova Iguaçu de Goiás, mas o homem foi preso na última quarta-feira (29), escondido no banheiro de uma casa em Uruaçu, ambas cidades no norte de Goiás. O g1 não conseguiu contato com a defesa do suspeito até a última atualização desta reportagem.

O suspeito é professor da rede municipal da cidade há pelo menos 15 anos, de acordo com o delegado.


Em entrevista à TV Anhanguera, o jovem contou que sofreu os abusos ainda quando criança, quando estava na quinta série.


"Tudo começou quando eu tinha por volta de 9 a 10 anos, que eu ingressei na 5ª série e ele era meu professor. Ele tinha um costume muito peculiar, que era muito afetuoso, principalmente com os meninos da sala", disse a vítima.


O jovem ainda contou que, na época, foi convidado para ir até a casa do professor depois de uma aula.


"Eu fui sozinho. Chegando lá, ele tinha alguma coisa de comer, não sei se era um bolo ou bolacha, e um suco. Depois que eu tomei esse suco me deu um sono que foi até estranho de relembrar agora", relembrou.

"Eu dormi no sofá e acordi com ele me apalpando, me tocando. No momento que eu acordei, minha única reação foi correr daquele lugar", completou.

O g1 entrou em contato com a Ouvidoria de Nova Iguaçu de Goiás, mas o e-mail foi dado como inexistente. A reportagem tentou contato com a Secretaria de Educação e Cultura da cidade, também por e-mail, mas não teve retorno até a última atualização deste caso.


O delegado explicou que o professor chamava um grupo de quatro alunos para cometer o crime. Uma destas vítimas contou que foi abusada por ele pela primeira vez aos 10 anos, mas hoje tem 18, segundo a polícia.


A investigação indicou que o professor obrigava os meninos a fazerem sexo com ele e também entre si, momento em que ele se masturbava. O delegado explicou que o docente pode responder pelos crimes de estupro de vulnerável e exploração sexual de adolescentes. A foto e a identidade do suspeito foram divulgadas pela Polícia Civil.

Fonte: g1 Goiás.

Comments


FORTE NEWS REAL.png

Mais Notícias

bottom of page