top of page

Caso Pedro Lucas: recompensa oferecida sobe para R$ 30 mil a quem tiver pistas do menino



Um vereador de Rio verde, região Sudoeste do Goiás, aumentou a recompensa oferecida de R$ 10 mil para R$ 30 mil para quem tiver informações válidas sobre o paradeiro do menino Pedro Lucas, de 9 anos, que está desparecido há mais de um mês. A Polícia Civil (PC) está investigando o caso.


De acordo com a polícia, a recompensa não será válida para membros das forças policiais, o autor do crime contra o garoto e familiares do Pedro Lucas. A corporação disse que a informação deve ser enviada pelo canal oficial de informações do Grupo de Investigações de Homicídios, pelo WhatsApp (62) 98499-0359.


A polícia relatou a falta de informações sobre o desaparecimento do garoto, mas planejou novas ações para encontrá-lo. As novas ações de busca foram decididas em reunião com o comando da Polícia Militar (PM) e são mantidas em sigilo para não atrapalhar as investigações.

O delegado que está à frente das investigações, Adelson Candeo, informou nesta segunda-feira (11) que ouviu novamente os familiares para sanar algumas dúvidas sobre o caso e que o patrão do padrasto da criança foi intimado nesta manhã para esclarecer a linha do tempo (o que o padrasto do Pedro Lucas fez durante o dia em que a criança sumiu).

Adelson Candeo reforça que os pais não são o foco da investigação. “Não trabalhamos neste momento com a ideia de que são autores de algum crime contra o Pedro Lucas” informa Candeo. O delegado também informou que acredita que o crime foi cometido por uma pessoa sozinha, sem ajuda de terceiros.


Pedro Lucas Santos foi visto pela última vez no dia 1º de novembro. Segundo as investigações, o menino saiu de casa, levou o irmão mais novo até a escola e seguiu para a escola em que estudava, onde assistiu às aulas. Após isso, o menino só foi avistado por câmeras de segurança, andando próximo à casa da família


Imagens de câmeras de monitoramento da cidade, do dia que Pedro Lucas desapareceu, foram analisadas pela polícia. Em uma filmagem, o menino aparece usando uma regata azul, chinelos e um short, andando próximo à casa da família. Na segunda filmagem, Pedro Lucas está na porta de uma mercearia conversando com uma menina que aparenta ter mais ou menos da idade dele


A menina já foi ouvida sobre o caso com o auxílio de uma psicóloga.

A família de Pedro Lucas só procurou a polícia três dias depois do desaparecimento do garoto. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Adelson Candeo, a mãe chegou a dizer que o menino havia falado que iria para a casa da avó, mas mudou a versão posteriormente. Questionada, a mulher alegou ter mentido porque ficou com receio de perder a guarda dos outros dois filhos.

“A história de que a criança tinha pedido para ir para a casa da avó não era verdade. E na delegacia eles confirmaram que mentiram. Questionados sobre o porquê mentiram, eles disseram que ficaram com receio de perder a guarda dos outros dois filhos. Acreditamos que ele possa ter fugido de casa por conta de alguma desavença”, disse o delegado.


De acordo com a PC, a investigação segue considerando a hipótese do menino ainda estar desaparecido quanto dele ter sido morto. A possibilidade de Pedro Lucas ter fugido em razão de uma briga com a família também é considerada.

Familiares, vizinhos e amigos de Pedro Lucas já foram ouvidos e os policiais também já verificaram imagens e denúncias sobre o possível paradeiro do menino.

Fonte: g1 Goiás.


Comments


FORTE NEWS REAL.png

Mais Notícias

bottom of page