top of page

Motorista de Uber denuncia passageira por racismo: “Me chamou de sujo”

Jhony Charlies Gonçalves do Nascimento, 28, registrou um boletim de ocorrência por injúria racial. Caso ocorreu neste domingo (5/2)


Um motorista de aplicativo denunciou uma mulher, na madrugada deste domingo (5/2), por injúria racial. Jhony Charlies Gonçalves do Nascimento, 28 anos, levava a passageira, identificada como Lucimar, até um condomínio no Gama quando começou a ser chamado de “mala”, “sujo” e “vagabundo”.

O motorista relatou que a mulher não gostou do caminho que ele escolheu para deixá-la na Quadra 7 da região administrativa, e sugeriu que ele queria fazer mal a ela, pois estava pegando o caminho errado “de propósito”.


Após as ofensas, Jhony pediu que a passageira descesse do veículo na frente de uma padaria da região. A vítima filmou o momento que Lucimar voltou ao automóvel e desferiu uma série de ofensas ao rapaz.

“Nunca vi mais preto. Nunca vi. Chama a polícia (…) Eu falei e falo na sua cara, seu mala. Mala disfarçado de uber. É isso aí, a cor você sabe, sujeira”, ofendeu a mulher.

Jhony chamou a polícia e os dois foram encaminhados à 20ª Delegacia de Polícia (Gama), onde ele fez um boletim de ocorrência por injúria racial.

Nas redes sociais, Jhony lamentou o ocorrido e disse que nunca imaginou que passaria por essa situação. “Estou sem acreditar até agora, isso aconteceu comigo nesta madrugada. Me chamou de mala e sujo”, escreveu.

Fonte: metropoles


Comments


FORTE NEWS REAL.png

Mais Notícias

bottom of page